O Russo Mikhail Litvak é um famoso psicoterapeuta, membro da European Psychaetry Organization. Ele possui mais de 40 livros publicados sobre psicologia, traduzidos para várias línguas diferentes como português, inglês, alemão, chinês, francês, búlgaro e etc.
Depois de muita pesquisa, Mikhail adquiriu conhecimento suficiente para escrever um livro sobre as barreiras psicológicas mais comuns que não nos permitem viver vidas felizes e saudáveis. Espia os melhores conselhos do psicoterapeuta para você mudar sua vida:

1Quando um homem não pode dizer nada de bom sobre si mesmo, e quer dizer alguma coisa, ele vai começar a falar mal dos outros.

É normal se sentir magoado quando um conhecido ou valentão diz algo ofensivo. No entanto, é importante não deixar que isso te machuque porque as agressões gratuitas dirigidas a você não são culpa sua.

2. Eu não conheço o caminho para o sucesso. Mas conheço o caminho para o fracasso – é o desejo de ser querido por todos.

Se você constantemente vive sua vida tentando ser querido e reconhecido pelas outras pessoas, então você acabará se tornando um servo dos outros.

No entanto, se você apenas se conscientizar que cada dia pode ser vivido do jeito que você quer, sem se preocupar como as outras pessoas vão julga-ló, então você vai atrair admiração.

3.Quando você fala com uma pessoa, lembre-se de que ela também tem uma alta opinião sobre si mesma. Assim como você.

Você nunca deve esquecer que alguém com quem você está falando também é uma pessoa. Eles também têm suas próprias opiniões e suas próprias razões para ter tais pontos de vista.

Cada pessoa que você conhece está lutando uma batalha da qual você não sabe nada. Você deve sempre respeitar as outras pessoas.

4. Para receber ajuda você precisa fazer as coisas sozinho

Palavras são impalpáveis, uma pessoa é sempre definida por suas ações. Veja um exemplo: Ninguém poderia te ajudar a escrever e publicar um livro se você só contasse as pessoas seus planos mas não escrevesse nada. Como alguém pode ajudar se você nem começou o processo?

No entanto, quando você finalmente decide escrever um livro e leva uma cópia para um editor, sempre pode encontrar pessoas que estejam dispostas a ajudar e apoiar. Seu trabalho será algo real, então haverá uma chance de apoio (e não apenas palavras).

5. Uma pessoa imatura geralmente sabe o que deve ser feito, mas não consegue fazer. Uma pessoa madura não apenas sabe, mas faz. Portanto, uma pessoa imatura critica e uma madura apenas faz.

Faça, ao invés de desperdiçar energia tentando convencer alguém sobre o seu ponto de vista, modo de agir ou tentar provar o seu valor.

6.Procure o caminho certo em vez do caminho imediatista. O caminho certo nem sempre é imediato.

Vamos imaginar que você está no 30º andar e precisa descer. O caminho mais imediatista seria se atirar pela janela. No entanto, esta decisão estaria longe de ser a melhor escolha. O mais sábio seria procurar um elevador, ou pelo menos, as escadas mesmo que o prédio seja escuro e seja difícil encontrar alguma coisa lá dentro.

Além disso, você pode imaginar que uma pessoa que escolhe o caminho imediatista em vez do caminho certo se parece muito com uma mosca que está tentando atravessar a janela, embora seja muito mais rápido passar pela porta aberta nas proximidades.

7. Quando uma pessoa não tem um objetivo, ela não vê nada. Um objetivo aguça a visão

Você já notou que quando você precisava comprar algo, por exemplo, um item de confeitaria, você começa a perceber isso absolutamente em todo lugar? E mesmo quando você não precisa mais da coisa, percebe que ainda está procurando por ela.

O mesmo vale para seus objetivos. Sua atenção é limitada e você só pode perceber as coisas de que precisa. Uma meta é semelhante a definir o foco em uma câmera: se você definir errado, não verá o que realmente precisa.

8. Se você quer provar algo para alguém, significa que você vive para essa pessoa.

Se você quer ser feliz, pare de tentar provar que está certo. Pense na essência de qualquer prova: é uma tentativa de tentar mudar a opinião de alguém sobre algo. Mas por que você precisa disso? Se você vive a sua vida para si mesmo, não faz sentido tentar provar alguma coisa para alguém.

9A capacidade de amar e aceitar a solidão é um sinal de uma pessoa emocionalmente madura. Nós fazemos as melhores coisas quando estamos sozinhos.

Uma pessoa que é mentalmente madura se sente bem na própria companhia, não fica desesperada com a solidão. Conseguimos realizar coisas incríveis quando reservamos um momento para nós mesmos. Mikhail Litvak pergunta a todos que gostam de seus livros: “Quantas pessoas estavam comigo enquanto eu os escrevia?”

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS