Zigmund Bauman, um dos sociólogos mais importantes que viveram em tempos atuais nos fez um alerta com sua mais famosa frase ” Vivemos tempos líquidos, nada foi feito para durar.”

E ele tem razão, ao contrário das coisas que compramos que duram muito menos do que deveriam, algumas outras realmente deveriam durar apenas o suficiente, como nossos sentimentos por exemplo. Nós passamos pela vida e ela tem que passar por nós, precisamos entender nosso papel e permitir que tudo passe.

Amores, alegrias, tristezas, desejos… Eles passam como se fossem fluidos. Eles vêm ficam o necessário e precisam ir embora e nessa passagem nos transformam, nos mudam. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós, mas passam.

Mas, todo mundo quer manter um bom sentimento para o resto da vida e quer que outros como a tristeza passem tão rápido que nem se perceba, e é nesse momento que se dá chance a desequilíbrios internos e problemas emocionais.

Imagine que seu eu interior é como um bioma, frágil e equilibrado, onde você pode encontrar tudo que você é, coexistindo. E dentro desse bioma corre um importante rio, ele é a porta de entrada e saída para suas experiências e todo percurso deste rio é o tempo que leva para você vivenciar essas experiências.

Então essas experiências vão mudando esse bioma enquanto passam, trazendo e levando coisas embora.

Então imagine que entrou por esse rio, um maravilhoso sentimento e você quer mantê-lo a todo custo, então constrói uma barragem nesse rio e represa todo esse sentimento que quer manter.

Aos poucos esse sentimento, como a água, vai alagando tudo em sua volta, destruindo e afogando partes importantes desse ecossistema interior.

No final das contas mesmo este sendo um bom sentimento, a esse ponto, machuca e altera tudo de modo a você perder coisas em si que eram muito importantes. É isso que acontece quando se tenta manter um sentimento dentro se si, quando não se permite que ele passe.

Ele toma conta de tudo, vai fazendo tudo que você é se perder submerso no que você represou.

Tudo tem seu tempo para ficar e ir embora, dá alegria à tristeza, tudo passa. Ficam o necessário para nos ensinar algo e vão embora. Tentar manter um sentimento de alegria faz tão mal quanto ignorar um sentimento de tristeza.

Eles ficam maiores do que deveriam, tomam mais espaço do que deveriam e começam a nos machucar. Mesmo a água que é dada como um pilar da vida, pode matar e devastar.

Nada deve ficar represado dentro de você, mesmo aquilo que você ama ou naquele momento te faz bem, permita que passe. Dê atenção às suas tristezas para que elas possam ir embora também.

Aprenda seu papel nesse mundo, Bauman aprendeu e em 2017 ele passou aos 91 anos. Um dia você vai passar também, então faça bom proveito desse tempo que fica.

Aprenda e transforme a si mesmo, ensine e transforme o mundo. E assim como Bauman, deixará sua marca e será lembrado, sem ter represado nada e nem sido a represa a de ninguém.