Todo mundo adora manuais de instrução e pra vida não existe nenhum! Injustiça ou
Livre Arbítrio? Tire suas conclusões, o artigo não é sobre isso… rs… No entanto em
todos os lugares você encontra pessoas te dizendo o que fazer e de que modo fazer,
algumas estão e outras tantas estão erradas. No fim a decisão é nossa.
Eu não quero ser mais uma dessas, porém existem algumas coisas que apesar de
serem evidentes vale relembrar para que possamos existir de uma maneira melhor e
mais saudável e não apenas sobreviver!
Aproveite!

1 – Não se importar com a opinião alheia
Atitude básica para quem quer ter um pouco de sossego na vida! Viver uma vida
amarrada a opinião alheia merece o carimbo de FRACASSO e INFELICIDADE… Ninguém
sabe o que é melhor pra você do que você mesmo, claro que temos exceções e é
melhor obedecer pai e mãe porque na maioria das vezes eles estão certo. Quando mãe
fala que vai dá errado… bom você já sabe.
E também não vamos dizer que críticas não são bem vindas. Elas têm que ter passe
livre, porém a regra é simples: se elas são coerentes e fazem sentido, as absorva, agora
se são descabidas e sem noção, não perca tempo se magoando, empurra pra debaixo
do tapete e pronto, a vida segue.
O importante é não colocar na mão das pessoas o direto delas decidirem como vai ser
o seu dia!

2 – Colocar sua vida em Movimento
Já escrevi um artigo antes sobre isso. Adoro movimento.
Se você quer que sua vida ande ela precisa, adivinha? ANDAR! E ela só anda se você se
levantar e fazer alguma coisa acontecer, mesmo que você não saiba ainda muito bem
o que fazer… Faça qualquer coisa, mas faça algo e faça o melhor que puder.
Quando você se move o mundo se move com você e por você. Coisas estáticas ganham
novas possibilidades e no meio desse caminho incerto e improvável algo que vale a
pena vai acabar te acontecendo.
Se precisar pedir perdão peça, se precisar abandonar esse relacionamento abandone,
se precisar quebrar um prato quebre, se precisar arriscar dinheiro, arrisque. Algo só vai
acontecer se você usar seus verbos de ação de maneira eficaz e inteligente.
Faça com amor o que tiver que fazer e não vai ter por que dar errado, mesmo que aos
olhos dos outros tenha dado.
Quem enxerga a sua vida é você!

3 – Aprender a dizer NÃO!
Outra lição básica e mágica. Quando você diz “não” um feitiço acontece e você de
repente passa a ser odiado por todos. Claro ninguém gosta de ouvir a negativa,
inclusive você, então não critique ninguém por isso.
Mas aprenda a dizer “não” nos momentos corretos, naquelas horas que você está
sendo ferido por algo que tem a única tarefa no planeta de te fazer sofrer, diga um
“NÃO” bem grande e experimente ouvir o barulho das correntes se quebrando num
lugar não tão distante assim… dentro de você mesmo.

Vamos criar vários inimigos quando dissermos “não”, porém aos poucos isso muda e
vamos começar a ser apreciados por sermos pessoas de personalidade. As pessoas
dizem que não gostam de gente de “gênio forte”, mas todo mundo gosta sim de quem
tem atitude e não de uma vaquinha de presépio movida pela vontade alheia.
Dia “NÃO” e veja a mágica acontecer.
Você não vai receber uma carta de Hogwarts (coisa tão legais assim não acontecem
mesmo, aceite), mas algo interessante vai surgir.

4 – Curtir sua fossa pessoal
A fossa… ela faz parte do processo.
Se entristecer faz parte do processo! Chorar, gritar, queimar algumas fotos, chutar
uma cadeira, faz parte da vida!!! Eu não sei quem inventou que é errado sofrer! De
onde veio a ideia de que temos que ser felizes o tempo inteiro? Tá talvez o Facebook
te force a isso ou a Igreja Universal… mas sofrer é importante.
Aprendemos coisas que somente nossa lágrimas revelam e crescemos como pessoas
quando não buscamos remédios para remediar algo que é tão natural quanto um
sorriso.
Precisamos de nosso tempo de reflexão e choro escondido, ouvindo músicas
desesperadoras de tão tristes, para que as coisas a seu tempo voltem ao lugar. Mas um
lugar diferente pois adquirimos experiências e mudamos o modo de ver coisas que
estavam ali a nossa frente o tempo todo.
Só precisamos aceitar esse momento e degustá-lo, mesmo que desça amargo.

5 – Ser gente Boa
Isso deveria vir junto com o leite materno. Pelo amor de deus, que mal tem você dar
um “bom dia”, um abraço, um sorriso, emprestar dinheiro, ajudar sua mãe na cozinha,
ouvir sua namorada, passar uma cola, regar um jardim, ceder um lugar, pagar um
sorvete, convidar pra um almoço na sua casa, dar um presente, ir num casamento
chato, dobrar uma roupa, brincar com uma criança, passear com um cachorro, ir na
venda da esquina, fazer compras com a sua vó, agradar um amigo, ir num pagode,
ouvir um rock, sentar na praça, ouvir o testemunha de Jeová, escrever uma carta,
pegar um ônibus, mudar de opinião, abraçar o diferente…?
Que mal tem em ser gente boa?
Que mal tem ser educado?
Você não precisa sair por aí feito um idiota, abraçando e beijando todo mundo e nem
querendo ser amigo de todos, por que isso não existe.
Mas se esforce ao máximo para ser LEGAL! Mas não se esforce muito senão você fica
forçado e chato, aquela pessoa que todo mundo morre quando você chega perto. Faça
para o mundo o que você tem de melhor e tudo vai dar certo.
Seja magnético…

6 – Se apaixonar
Essa é uma das partes mais gostosas, mais pode virar um pesadelo se você for um
idiota. Sim você mesmo, a outra pessoa não tem culpa em 90% das vezes.
Não vou discorrer aqui sobre a maravilha que é sentir borboletas voando no estômago
quando você se esbarra com aquela pessoa que parece existir no mundo só pra fazer
você perder a cabeça, o sono, a sanidade…

Não abra mão de ser feliz ao lado de alguém que só você enxerga diferente, de um
modo especial. Não fique remoendo coisas ruins que passaram, esperando que dessa
vez vai ser da mesma forma. Vai ser da mesma maneira se você continuar sendo a
mesma pessoa e não tiver evoluído nenhum pouco.
Apaixone-se mesmo que seja para sofrer um pouco, faz parte, é ingrediente de quem
nós somos. Tão importante quanto o sangue.
Apaixone-se, mas também seja uma pessoa apaixonante…

7 – Viajar!
E por fim é isso, VIAJE!!!!
Pare de gastar dinheiro se entupindo de comida e supermercado, de abarrotar seu
guarda roupas ou de ficar gastando com coisa que você hoje já nem se lembra mais
onde estão.
Junto essas moedas que no final podem comprar uma passagem e vão viajar. Nem que
seja para a cidade vizinha.
Não existe nada melhor do que conhecer gente, lugares, comidas e noites diferentes
do que aquelas que você não aguenta mais olhar.
Viajar expande os horizontes e você começa a ver que o mundo é mundo grande e
você bem pequeno para se achar tão importante assim… rs.
Não é tão difícil quanto parece… não mesmo.
Vivemos num mundo de absurdos, cometa alguns de vez em quando, ou de vez em
sempre, veja no que dá. Extrapole seu ritmo por algo que valha a pena.
Junte em uma mala todos os seis pontos acima erga a cabeça de uma risada bem
gostosa e au revoir…

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS