O ser humano adapta o meio às suas necessidades. Cria um novo mundo mesmo que depois saia em busca de um mundo mais natural.

É literalmente criada uma vida quase plástica cheia de interferências eletromagnéticas.

E, depois de um tempo cansado, sentindo-se sugado, ele busca então a descomplicação da natureza.

Nesses poucos momentos, se recarrega, relaxa, sente-se bem e retoma à vida plástica, por assim dizer.

Por isso mesmo vemos uma tendência tanto em hotéis como em clinicas com ambientes mais intimistas, mais naturais, alguns até com uma proposta de detoxi eletromagnética e psíquica. A ideia é que a pessoa tenha mesmo a percepção do quanto está estressada e do quanto precisa reaprender a gostar de relaxar.

Mas por que em geral, as pessoas sentem-se melhor em contato com o ar puro?

É que os íons positivos quando estão no ambiente em grande intensidade, trazem irritação e mau humor, por afetarem nossa energia psico física. Além de causarem insônia, ansiedade e depressão. Já os íons negativos têm efeitos opostos. Os íons negativos são benéficos ao nosso corpo, melhoram nossa vitalidade e imunidade. O oxigênio passa para os pulmões na presença dos íons negativos. Esses íons são átomos que perderam ou ganharam elétrons. Quando um átomo perde elétrons torna-se um íon positivo ou cátion. Passa então a ter excesso de cargas positivas. Quando ganha elétrons torna-se um íon negativo ou ânion.

Onde estão esses íons negativos?

Onde o ar é mais puro. Próximo às cachoeiras, matas, no banho de chuva.

Onde os íons são positivos?

Em locais fechados com aparelhos elétricos. O ar fica cheio de partículas impuras.

Respiramos todos os dias cerca de 26 mil vezes (o que dá uma média de 18 respirações por minutos). Sem um ar ionizado e renovado, não é possível a vida. Precisamos de 10 mil de litros de ar ao dia para sobreviver.

Muitas pessoas fazem tratamentos com pedras por exemplo, sem compreender exatamente a riqueza físico química presente nos minerais. N grande maioria das vezes o fazem apenas reproduzindo a disposição das pedras no corpo segundo um diagrama. Algumas pedras bem especificas ionizam o ar de maneira extremamente importante.

Seguimos no automático e vemos uma grande diferença quando estamos indo em direção ao campo e respiramos conscientemente e dizemos: nossa está sentindo? Sentimos de imediato que algo mudou aumentando o bem-estar.

Esta palavra vem sendo adotada como uma das palavras chave no mundo inteiro. Soa mais ou menos assim: de que forma eu posso controlar os estímulos e direcionar melhor minha vida para meu bem-estar?

O ar puro das montanhas e em ambientes com mais vegetação está carregado de íons negativos (na maioria íons de oxigênio de carga negativa), produzidos e presentes em concentrações de 300 a 1000 íons por cm3 de ar.

Algumas pessoas me dizem: “nossa você gosta mesmo de plantas”.

Claro, além de lindas são de uma necessidade absoluta!

A medida que nos aproximamos das cidades essa concentração cai para cerca da metade. E dentro de um prédio, chegam a ficar predominantes os íons positivos, porque os equipamentos de ar condicionado, removem os íons de carga negativa do ambiente.

Os que precisamos, os íons negativos, encontramos nos raios UV do sol, na chuva, junto a cachoeiras, junto ao mar, áreas com mais vegetação, com pedras, montanhas.

Para que você tenha uma noção geral:

Ao pé de uma cachoeira temos 50 mil íons/ cm3

Nas montanhas 8 mil/cm3

Junto ao mar ouvindo o barulho das ondas, 4mil íons/ cm3

Na cidade 200 íons/ cm3

Num apartamento 20 íons/cm3

Dentro de um carro 14 íons/cm3

E os Benefícios?

Muitos! Um ar carregado com íons negativos vai promover:

Maior fluxo de O2 no sangue

Relaxamento dos nervos

Reforço do sistema imunológico

Homeostase (equilíbrio) do organismo

Se você achou ainda um pouco científico demais tudo isso, a ação dos íons na atmosfera se dá da seguinte forma:

Os íons negativos agregam. Os íons positivos afastam. O que melhor conduz o íon negativo é o oxigênio. O elemento que mais absorve o íon negativo é o carbono. Enquanto os íons negativos atraem energia para seu organismo formando a matéria, os íons positivos desagregam.

Assim, onde quer que você esteja, seja frequentando um espaço terapêutico, seja no seu trabalho, “a boa” é buscar contato com elementos que transmitam essa vitalidade.

Chris Buarque
Terapeuta holística Naturopata
Especialista em Ayurveda e Medicina chinesa
Professora em cursos de graduação e pós graduação de Naturologia e Yoga no Brasil, Argentina Chile e Uruguai.
[email protected]

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS