Via Rolling Stone

Johnny Depp, conceituado ator de Hollyood, atuou em dezenas de bons filmes em sua carreira, mas é lembrado mais recentemente pelos filmes dos “Piratas do Caribe” e pela conturbada vida que leva com seus negócio e vida íntima.

Depp deu uma entrevista à revista Rolling Stone, e falou a respeito desse período conturbado que vem vivendo, como a própria luta contra a depressão e o divorcio com Amber Heard, que o acusou de agressão.

Segundo ele, durante os últimos tempos:

“Estava tão pra baixo. Era como se acreditasse que tinha partido. Pensava ‘Você vai chegar em algum lugar com os olhos abertos e sair de lá com os olhos fechados’. Eu não podia suportar aquela dor todos os dias”.

“Eu me servi de uma vodca de manhã e comecei a escrever até que as lágrimas enchessem meus olhos e eu não conseguisse mais ver a página”, ele diz. Ele enxuga os olhos com as mangas da camisa branca e continua seu monólogo. “Eu continuei tentando descobrir o que eu fiz para merecer isso. Eu tentei ser gentil com todos, ajudando todo mundo, sendo sincero com todos.” Ele faz uma pausa por um momento. “A verdade é mais importante para mim. E tudo isso ainda aconteceu.” ( Depp está escrevendo um livro de memórias.)

A respeito dos gastos excessivos que foi acusado pelo ex assistente, que ele está processando por má administração de seu patrimônio, ele brincou e falou valores bem acima dos que fora acusado de gastar.

Devido aos problemas citados,  Depp passou a esquecer suas falas e teve que usar ponto no ouvido como auxílio durante as filmagens.

Qualquer dúvida sobre seu relato sobre a depressão pode ser lido na íntegra na ampla entrevista concedida para a revista Rolling Stone.

Veja uma das imagens que causaram preocupação aos fãs.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS