Até os óvulos terão que ser conquistados agora.

0
432

Recentemente uma pesquisa virou de cabeça para baixo a nossa ideia de fecundação até então consolidada. Pois é, descobriram que fora a corrida, o óvulo também escolhe o  espermatozoide com melhor carga genética para deixar fecunda-lo.



“Até então, a reprodução começava com uma corrida: os espermatozoides eram os competidores e o óvulo, a linha de chegada – essa noção de uma competição randômica em que o primeiro a chegar era o vencedor e a célula feminina apenas aceitava já estava implícita na primeira lei genética de Mendel, no século 19.”

Agora, não só o pequeno espermatozoide vai ter que correr como puder para chegar primeiro na sua amada, como também terá que estar cheiroso e bem arrumado.

Inline

O pesquisador à frente da descoberta é Joe Nadeau, pesquisador do Pacific Northwest Research Institute. Nadeau viu que, a reprodução não é uma combinação aleatória de genes, porque em seus testes certos pareamentos se mostraram muito mais frequentes que outros.  “É o equivalente a escolher um parceiro”, disse em entrevista à revista Quanta.

Veja o artigo completo em Super Interessante

Anúncios